/Opinião

Será que é tudo isso em vão?

A ideia de que podemos sair melhores deste período da pandemia do COVID-19 pode ser um alento atualmente. Apesar das notícias aterradoras que nos chegam diariamente e da inquietude de não saber como e quando terminará esta fase, podemos vislumbrar bons resultados no final, seja lá quando for.

Suzana Kahn

Vice-diretora da Coppe/UFRJ

Comunicado Coppe/UFRJ - Coronavírus

Acatando a determinação da Reitoria da UFRJ e atenta às diretrizes do Ministério da Saúde, a diretoria da Coppe/UFRJ está adotando medidas e recomendações para zelar pela saúde e bem-estar do seu corpo social formado por alunos, professores, funcionários e colaboradores, em decorrência da pandemia do coronavírus (Covid-19).

Romildo Toledo

Diretor da Coppe/UFRJ

O Retrocesso na Energia com o Plano de Ação Brasil - EUA

Em maio de 2019, o presidente Bolsonaro encontrou-se com o presidente Trump, nos Estados Unidos (EUA), e acertaram o 1º Fórum de Energia Brasil-Estados Unidos, o qual ocorreu este ano, dia 3 de fevereiro, e cujo objetivo foi discutir as prioridades geopolíticas norte-americanas no Brasil no setor de energia.o jornal Valor Econômico de 4/2/2020 relata que “depois dos resultados abaixo do esperado no leilão do excedente da cessão onerosa e no 6º leilão do Pré-sal, […] o governo dos Estados Unidos vai oferecer ajuda ao governo Bolsonaro para aperfeiçoar a modelagem dos leilões”. Trata-se claramente de um conflito de interesse: um país interessado em participar dos leilões vai modelá-los para o Brasil

Luiz Pinguelli Rosa

Professor de Planejamento Energético da Coppe

Nota do Conselho Deliberativo da Coppe ao Congresso Nacional

Aos integrantes do Congresso Nacional, da Comunidade Universitária, das instituições de ensino e de pesquisa e à sociedade brasileira: o Conselho Deliberativo da COPPE/UFRJ manifesta a sua veemente oposição aos termos e ao conteúdo da Medida Provisória Nº 914, de 24/12/2019, no que esta dispõe sobre o processo de escolha de dirigentes das Universidades Federais, adotada em flagrante desrespeito aos princípios da autonomia administrativa e da gestão democrática que lhes são asseguradas pelos Art. 207 e Art. 206, inciso VI, da Constituição Federal.

Roberto Bartholo

Presidente do Conselho Deliberativo da Coppe/UFRJ

Coppe pede que MEC reveja norma que limita intercâmbio acadêmico

A Coppe/UFRJ se une às entidades representativas da comunidade científica no pedido ao Ministério da Educação (MEC) para que reveja a portaria nº 2.227, a qual limita a participação de professores e pesquisadores em congressos nacionais e internacionais. Em um de seus artigos, a portaria determina que no máximo dois representantes de uma instituição possam comparecer a eventos realizados no Brasil, e apenas um, no caso de eventos no exterior. Alertamos que essa medida comprometerá significativamente a atuação internacional das universidades, conquistada com grande esforço durante décadas, assim como acordos bilaterais em andamento; programas de aperfeiçoamento do quadro técnico-administrativo dessas instituições, e o intercâmbio interinstitucional, tão importante nos dias de hoje para a formação do jovem cientista brasileiro.

Romildo Toledo

Diretor da Coppe/UFRJ

A universidade chega a Davos

Recentemente, a “ficha caiu” para os participantes habituais de Davos, que compreenderam que o desenvolvimento econômico é um desafio que não pode ser tratado separadamente das questões acerca do aquecimento global. Uma política climática, se bem conduzida, não prejudica a economia. Pelo contrário, serve de estímulo para aumentar os benefícios do desenvolvimento mundial.

Suzana Kahn

Vice-diretora da Coppe/UFRJ

Páginas